Voltar

Da Circulação dos Títulos de Crédito Diferença entre endosso e cessão civil

 

Dos títulos de crédito

 

O artigo 887 do Código Civil, dispõe que o título de crédito é o documento necessário ao exercício do direito literal e autônomo nele contido, produzindo efeitos somente quando preencha os requisitos da lei.

 

Dentre os vários títulos de crédito, os mais usados são: o cheque, a duplicata, letra de câmbio e nota promissória.

 

Os principais princípios que regem os títulos de crédito, e garantem sua circulação, são:

 

  • Cartularidade: deve existir um documento material;
  • Literalidade: vale o que está escrito; e
  • Autonomia: cada pessoa que participa do título detém sua obrigação autônoma.

 

Circulação dos títulos de crédito

 

Fabio Ulhoa Coelho, classifica os títulos de crédito em ao portador e nominativos, sendo que os nominativos podem ser classificados em “à ordem” que podem ser transferidos de um titular para outro através do endosso; e “não à ordem” que circulam através da cessão civil de direitos.

 

Ressalta-se que, a cláusula à ordem é implícita e inerente aos títulos de credito, não sendo necessário estar expressa no título, somente circulando por cessão civil a que contiver expressamente a cláusula “não à ordem”.

 

Os efeitos e a forma de realização do endosso e da cessão civil são completamente distintos.

 

Cessão civil

 

A cessão de crédito trata-se de um instituto decorrente do Direito Civil, onde o credor pode ceder seu crédito a outro, por meio de um instrumento público ou particular, sendo ato bilateral, onde o cedente responde pela existência do crédito junto ao cessionário, só respondendo pela solvência do devedor se expressamente convencionado.

 

Na cessão civil o devedor poderá alegar exceções pessoais em face do cessionário de boa-fé, conforme disposto no art. 294 do Código Civil.

 

Para ter eficácia contra o devedor, a notificação deste é obrigatória, de acordo com o Art 290 do Código Civil, declarando sua ciência expressamente.

 

Endosso

 

Já a circulação do título de crédito pelo endosso, instituto do direito Cambiário, é ato unilateral, lançado pelo endossante no verso do próprio título, conforme dispõe o Art. 910 do Código Civil.

 

O endosso completa-se com a tradição do título, ou seja, a entrega do título ao novo credor.

 

Diferente do que ocorre na cessão, no endosso não se faz necessário qualquer notificação ao devedor, devendo este, quando for efetuar o pagamento do título, exigir a apresentação do documento, sendo obrigação do mesmo verificar a regularidade da série de endossos no momento do pagamento.

 

Ao contrário da cessão, o endossante, em regra, responde pela solvência do devedor principal, não podendo o devedor alegar exceções pessoais contra o endossatário de boa-fé.

 

Podemos concluir que a circulação do título de crédito, pelo Endosso, é a forma mais célere, simples e segura, pois transmite o título e ao mesmo tempo o garante, o que gera segurança e circulação de riquezas, fomentando o agronegócio.

 

Dra. Renata Soares

Advogada, graduada em Direito pelo Instituto Superior de Ensino e Pesquisa de Ituiutaba, Especializada em Direito Público e Filosofia do Direito pela Faculdade Católica de Uberlândia.

Outros artigos

Alteração na Lei de CPR de acordo com a Lei nº 13.986/2020: Dispensa de registro da CPR em Cartórios – Sujeição apenas à averbação das garantias reais vinculadas à CPR, para ter eficácia contra terceiros – Efeitos com relação à cobrança de emolumentos e custas cartorárias

Alteração na Lei de CPR de acordo com a Lei nº 13.986/2020: Dispensa de registro da CPR em Cartórios – Sujeição apenas à averbação das garantias reais vinculadas à CPR, para ter eficácia contra terceiros – Efeitos com relação à cobrança de emolumentos e custas cartorárias

Já em vigor, a Lei nº 13.986, de 7 de abril de 2020, trouxe diversas mudanças à legislação brasileira que

Da Circulação dos Títulos de Crédito                                                 Diferença entre endosso e cessão civil

Da Circulação dos Títulos de Crédito Diferença entre endosso e cessão civil

  Dos títulos de crédito   O artigo 887 do Código Civil, dispõe que o título de crédito é o

Teoria da imprevisão frente a pandemia da COVID-19

Teoria da imprevisão frente a pandemia da COVID-19

É notório que o contrato faz lei entre as partes, pelo princípio do pacta sunt servanda, expressão latina que significa:

A importância do aprimoramento contínuo do profissional do agronegócio

A importância do aprimoramento contínuo do profissional do agronegócio

Por Karoline Miranda Quando o assunto é Crédito no Agronegócio, existe uma abrangência de diversas informações que necessitam ser analisadas.

Coronavírus e a Relação de Trabalho

Coronavírus e a Relação de Trabalho

Em meio a pandemia do Covid -19, foram criadas diversas medidas para preservar a relação de emprego dos contratos regidos